Cadastre-se

Para realizar o cadastro, você pode preencher o formulário ou optar por uma das opções de acesso rápido disponíveis.

Entrar

Por favor, insira suas informações de acesso para entrar ou escolha uma das opções de acesso rápido disponíveis.

Forgot Password,

Lost your password? Please enter your email address. You will receive a link and will create a new password via email.

Captcha Clique na imagem para atualizar o captcha.

Você deve fazer login para fazer uma pergunta.

Please briefly explain why you feel this question should be reported.

Please briefly explain why you feel this answer should be reported.

Please briefly explain why you feel this user should be reported.

PergunteAqui Latest Perguntas

  • 0
Anônimo(a)

Pode ser comparada a gravidez?

Desde quando a pessoa ou casal decide adotar e começa a providenciar os documentos até conseguir a guarda definitiva da criança, pode ser comparada a uma gravidez? Já que a pessoa também está esperando ansiosa para ter seu filho?

Eu creio que sim, mas queria saber a opinião de vocês.
Talvez eu tenha me espressado mal.
A pergunta não se refere ao amor que será dado a criança, mas sim até obter a guarda, enquanto a mãe espera, essa espera pode ser comparada a a espera da gravidez? claro que com a diferença de tempo que não é previsto.

Você precisa entrar para adicionar uma resposta.

7 Respostas

  1. Olá. Depende muito. Se a pessoa entrar na fila para adotar uma criança, não sabe antecipadamente que será o seu futuro filho. Desta forma seria como uma gravidez mesmo, pois alguns postulantes a adotar não escolhem nem mesmo o sexo do bebê. E sempre ficam contentes com a chegada do neném. Mas aqui no Brasil, é comum a adoção “genérica”, quando uma pessoa entrega o filho para outra criar. Assim, os pais já “recebem” o bebê e depois apenas precisam legalizar a adoção junto ao Fórum. Este último caso não é legal, pois pode envolver outros interesses, como a venda de crianças. De qualquer forma, para aquele que abre seu coração e aceita um filho, certamente pode afirmar que “engravidou”…

  2. sim,angelina jolie adotou duas crianças e teve uma filhinha e ela disse que o nascimento de sua filha nao foi mais inportante do que a adoçao dos outros,ela trata eles da mesma forma,mesmo a menininha ser filha dela e do brad pitt
    um filho natural nao deve ter mais valor do que um filho adotado entao gravidez é a mesma coisa que adoçao

  3. Não, mas é uma forma de realização e amor, pois doar-se é a única e verdadeira ação de quem ama, parabéns pela pergunta

    AAA

  4. com certeza que sim a anciedade, a vontade de ter o filho em seus braços é a mesma que a mulher gravida tem ao esperar o bebe nascer

  5. Embora a criança foi gerada na barriga de outra mãe, que por motivos desconhecidos não teve a competência de criá-la, o adotante passa a ser a mãe verdadeira da criança, pois a mãe sempre será aquela que cria, que dá o amor que a criança está necessitando. A mãe adotante pode curtir a espera e quando o bebê nascer do coração será como dar a luz ao amor, a esperança, a bondade, é oferecer a criança aquilo que a mãe biológica não soube dar.

  6. Nao posso te falar por outras pessoas, vou te falar de minha experiencia. E entendi bem a pergunta que vc fez, nao se preocupe.
    Realmente parece uma gravidez sim. Uma looooonga gravidez, mas a diferença esta no inutil que nos sentimos de x enqdo. Pois estar gravida é facil, pois vc sabe mais ou menos a hora que seu filho(a) chegará, e so depende de vc fazer sua parte( se alimentar bem, dormir bem, se cuidar bem) O que quero dizer, é que com uma gravidez vc tem mais controle sobre o “assunto”.
    Te falo por mim pois tenho duas lindas meninas, uma chegou pelo ventre e outra pelo coraçao.
    A semelhança é a cada passo que damos na adoçao ao encontro de nosso filho(a), sentimos uma emoçao interna incrivel. O coraçao dispara a cada telefonema que recebemos do Ministerio ou do advogado…na hora que recebemos uma assignaçao, é como se tivessemos feito uma ultrasonografia.
    Meio doido o que estou te falando…mas as sensaçoes sao muuuiiiitoooo parecidas.
    Qdo engravidei, fiquei sabendo o sexo com quase 6 meses de gravidez…qdo dei entrada nos papeis de adoçao, deixei aberto sexo, com preferencia por uma menina, mas aceitava inclusive com irmao ou irma.
    Qdo me assignaram a minha linda, foi que soube que era uma menina de 4 aninhos, e q nao tinha nenhum irmao nem irma.
    É certo que demoru bastante! 2 anos inteiros de expediente pronto para a assignaçao.
    Minha gravidez legal durou quase 3 anos!
    Mas te digo com toda certeza de meu coraçao, as sensaçoes, a emoçao é muito parecida…o coraçao bate muito forte a cada ligaçao.
    Mas sinceramente(no meu caso) a gravidez foi muito mais facil e rapida…rsrs Pois é so esperar 9 meses…nao depende de mais ninguem…ja o processo de adoçao, enqto vc esta construindo seu expediente, acontessem muitas coisas que te fazem chorar de tristeza por que vc nao tem controle nenhum sobre absolutamente nada. Tudo depende da boa vontade de muitas outras pessoas…tudo depende de muitos passos.
    Mas depois da assignaçao feita, é so alegria, é como se vc tivesse descido da montanha russa que esteve durante todo esse tempo de alegrias e tristezas.
    Qdo vc ve a sua filha(o)…nossa a emoçao é a mesma de qdo te entregam seu bebe qdo sai da barriga.
    Entra um certo medo de que ele nao goste de ti, nos dois casos, Eu sentia esse medo com minha filha do ventre tambem.
    Olhava pra ela as vezes ela dormindo, e me perguntava: “sera que ela vai gostar de mim?”
    Com minha filha do coraçao, essas perguntas formam as mesmas desde o inicio de tudo.
    “Sera que terá saude? Sera que irar gostar de nos? Sera que é menina ou menino? O que sera que vai querer ser qdo crescer?”
    e muitas outras perguntas vao surgindo com o tempo em relaçao as duas filhas que tenho.
    um abçs p vc.

Perguntas Relacionadas